More
    HomeVideoVÍDEO DO ESPINHOSO - Será que a quantidade de templos religiosos explica...

    VÍDEO DO ESPINHOSO – Será que a quantidade de templos religiosos explica os resultados nas urnas?

    Um dado publicado em jornal local chamou a minha atenção.

    Acho que se trata de algo que ajuda a explicar o momento em que vivemos no país, em particular no nosso Acre.

    Também sinaliza o quanto a religião tomou conta da política e a política dos templos religiosos.

    No Acre existem 4.600 templos religiosos.

    Tem muito mais igreja do que escolas e unidades de saúde.

    Infelizmente, boa tarde desses templos não professa a fé.

    São balcões de negócios que prometem a salvação em troca de um quinhão.

    Dentro de alguns desses templos, a palavra de Deus tem muito menos poder do que a palavra de um pastor.

    Penso que a desinformação e distorção da bíblia são regras para os comerciantes da fé.

    Avalio que, se voltasse à terra, Jesus Cristo seria tachado de petista, comunista ou outro “ista” qualquer.

    Jesus foi revolucionário no seu tempo.

    Já pensou Cristo falando nos tempos e templos modernos o que falou há mais de dois mil anos?

    Seria apedrejado e alvo de fake news nas redes sociais.

    Não tenho dúvidas.

    Os dados apresentados na matéria foram extraído do censo do IBGE.

    Segundo o censo, no Acre há um templo religioso para cada 69 residências.

    É muito.

    Há um igreja para cada cento e oitenta pessoas.

    Se há tanta religiosidade e fé, como se explica tanta violência?

    Na minha avaliação, essa é uma pista consistente para explicar a tragédia política que se instalou no Acre.

    Junte-se isso a poderosa presença das facções, o enriquecimento absurdo dos pastores pentecostais, dos corruptos, a compra de votos.

    Ah, esqueci de falar sobre o linchamento moral feito pela grande mídia aos partidos do campo mais progressistas, em particular ao PT.

    Fico pensado como os governos petistas, que fizeram tantas coisas revolucionárias no Acre, poderiam vencer tantas adversidade?

    A esquerda, além de outros fatores citados anteriormente, chegou ao ponto em que está porque contou com a covardia na defesa dos avanços obtidos ao longo dos anos.

    Boa parte daqueles que deveriam liderar foi tomar a água do Lago Paranoá e por lá ficou querendo comandar um exército esfacelado e acovardado.

    Creio que o boiar de vários fatores, aliados à pusilanimidade, trouxeram o barco até aqui meio que à deriva.

    Não podemos esquecer do poder avassalador das fake news.

    Os partidos de esquerda ainda patinam quando o assunto é a nova forma de comunicar.

    A política no WhatsApp é território livre para disseminação de inverdades.

    A covardia daqueles que largaram a defesa dos resultados do seu governo e o discurso do desenvolvimento, para se mostrarem aliados à pauta conservadora de costumes dos falsos profetas, não só explica as derrotas eleitorais desde 2018, como também a consolidação da força da direita ultra conservadora no Acre.

    Na vida é preciso ter coragem.

    E não adianta rezar e orar.

    Essa onda ainda vai ser o local apropriado para os oportunistas e vendilhões de templos surfarem.

    Fui.

    Um forte abraço e um cheiro do Rosas

    LEAVE A REPLY

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    vale a leitura