“Aprenda rápido como as coisas são e funcionam. E guarde suas armadilhas para caçadas”.

Foi com essa frase que o ex-secretário de Educação Marcos Brandão reagiu ao tomar conhecimento da mensagem do atual gestor da pasta, Mauros Sérgio, que circula entre os servidores em Educação.

Tentando justificar os erros até agora cometidos na sua gestão, o assessor de Cameli faz ataques velados à gestão anterior, falando que não conseguiu iniciar o ano letivo porque foram deixadas armadilhas.

Segundo Brandão, é fácil atirar pedras e responsabilizar os outros, quando se assume o poder. Basta, segundo o ex-secretário, não conseguir fazer e culpar a gestão anterior de por gatilhos, para inviabilizar o trabalho da nova equipe.

‘Se assim o fosse, não teríamos o concurso público para professores permanentes e provisórios. Também não teríamos deixado prontas as formações continuadas, pagamentos em dia é tantas outras coisas”.

Brandão alfineta destacando que a gestão da Educação não é a gestão de uma escola. “Não tivemos problemas com matrículas, não tivemos filas em frente a nossas escolas. Cuidamos de mais 160 mil alunos, na cidade, no campo e nas aldeias”.

Marcos Brandão finaliza alertando: E a coisa mal começou. Devo dizer que as coisas na zona rural é onde o bicho pega”.