Volta ao lar – Gladson Cameli pode passar mais de um ano do mandato viajando

Imagine chegar ao fim de um mandato de quatro anos como governador e, só com o recebimento de diária, embolsar cerca de meio milhão de reais.

O Portal do Rosas não está afirmando que aconteceu, mas pode acontecer.

Nos últimos oito dias e meio, o governador Gladson Cameli ficou ausente do Estado.

Está retornando hoje.

Foi à Colômbia, onde participou do encontro anual do Fórum de Governadores para o Clima e o Meio Ambiente (GCF), na cidade de Caquetá.

Com essa viagem, Cameli completou mais de 27% do seu mandato fora do Acre.

São 34 dias ausente, dos 125 dias de mandato.

Vinte e sete por cento de um mandato de quatro anos equivale a mais de um ano ausente.

Serão, precisamente, 394,2 dias, caso a média de viagem seja mantida.

Uma diária paga ao governador é de R$ 1.154,80.

Esse valor, multiplicado por 394,2, dará origem a uma pequena fortuna.

Cameli nasceu em berço dourado.

Nunca foi menino, jovem ou homem de pegar no pesado.

Governar um Estado cansa, pois requer tomada de decisão permanente.

Viajar é melhor do que trabalhar.

Mas, ao chegar para “visitar” o Estado para o qual foi eleito, terá que enfrentar crise na Saúde, Segurança, Educação e na Assembleia Legislativa, dentre outros.

É a vida real.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami