HomeVideoVÍDEO DO ESPINHOSO - MPE pretende gastar mais de R$ 37 milhões...

VÍDEO DO ESPINHOSO – MPE pretende gastar mais de R$ 37 milhões na reforma da nova sede

O Acre é um estado pobre.

Um dos mais pobres do Brasil.

Mas se comporta como se fosse muito rico.

Parece aquelas pessoas que não têm o que comer, mas gostam de ostentar nas redes sociais.

De liga no que vou dizer.

No fim do ano passado, o comando do Ministério Público Estadual anunciou que o parquet iria passar a funcionar em um só endereço.

Hoje, a instituição funciona em vários locais, pagando alugueis de diversos imóveis.

Nunca ficou claro onde seria esse novo endereço.

Como o Acre é um estado sem muros e sem segredos, este Espinhoso foi o primeiro a anunciar que o MPE estava negociando todo um bloco da Uninorte, maior universidade particular do Estado.

O prédio é grande, mas está surrado.

Contrariado o que seria normal, a população acreana, até a presente data, não sabe como se deu a negociação.

E muito menos o valor que cada contribuinte irá pagar pelo imóvel.

Não deveria ser assim.

Pelos corredores do poder, fala-se em algo em torno de sessenta milhões de reais.

Pode ser um pouco a mais ou um pouco a menos.

O certo é que se trata de muito dinheiro envolvido.

Não vou chutar para não ser processado.

A turma tem a caneta pesada e não gosta que mexam com ela.

Só falo e escrevo em cima de fatos concretos.

Munido de documentos.

É com documento em mão que irei falar sobre o custo da reforma do prédio.

O Ministério Público pretende gastar na reforma a nada módica quantia de trinta e sete milhões, cento e dezenove mil, seiscentos e setenta e seis reais e setenta centavos.

Some o valor da aquisição, que não sabemos, com o da reforma e se assuste.

É o que nos resta.

Conversei com um especialista em obras, ele chamou a atenção para vários pontos controversos no edital.

Só que não sou besta de colocar em xeque a lisura e a honestidade de tantas autoridades.

Finalizo lembrando que a licitação está marcada para o dia 1º de abril, o Dia da Mentira.

Logo depois da Semana Santa e da Páscoa.

Essa história de tantos milhões parece mentira, mas é bem real.

Sim, porque quem paga a conta somos nós, o “Zé Povinho”.

Fui!

Um forte abraço em um cheiro do Rosas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

vale a leitura