TV Espinhosa – Se deixarem, essa turma vai querer trocar a tonalidade do azul do céu

Apagaram a imagem de Chico Mendes no Mercado dos Colonos.

No lugar da arte em grafite, pintaram tudo de azul.

Tornou-se obsessão dessa turma azular tudo o que vê pela frente.

Parece que, como não têm obra para mostrar, querem apagar o que foi feito.

Lembra o que fizeram na caixa d’água do bairro Seis de Agosto?

O caminho não é por ai.

Não se apaga o legado de quem muito fez.

A TV Espinhosa está no ar.

Iniciei falando sobre o grafite de Chico Mendes.

Esse é apenas um gancho para falar sobre outras coisas.

Chico Mendes, como todos que são guindados à condição de herói da pátria, é marcado pelas controvérsias.

Tem os que defendem o seu legado e outros que abominam.

Tenho a minha opinião formada sobre o assunto, mas não falarei agora.

O que quero falar é que o atual governo, sem ter o que mostrar, vem se especializando em tentar apagar o que foi construído pelos governos anteriores, principalmente os petistas.

Tentar apagar o passado pintando prédios e espaços públicos com cores partidárias é crime.

É assassinato à história.

Infelizmente, os órgãos de controle não tomam providências para coibir os absurdos.

Alvo de polêmica durante o governo de Jorge Viana, a árvore estilizada afixada em vários locais foi literalmente arrancada de todos os espaços pelo atual governo.

A ordem é exclui tudo o que faça lembrar os vinte anos de governo da Frente Popular.

Vai ser difícil pela própria inação da atual gestão.

Caminhamos para quase três anos de governo Gladson Cameli e, até a presente data, não existe uma marca positiva capaz de identificar a administração.

Foram muitas as promessas, nas mais variedades tonalidades, sem que haja concretude.

São inexistentes as realizações.

Para não ser injusto, o governo tem uma grande marca: a teoria da enrolatividade.

Essa teoria é de enrolar muito e fazer pouco.

A outra marca é a de preferir empresas do Amazonas para fazer transação comercial.

Enquanto os amazonenses deitam e rolam, os empreendedores do Acre só enxergam pela frente a data da falência.

Enquanto isso, o moço, que vive dizendo não precisar de política, não faz outra coisa que não seja política.

Está pintando o sete para tentar renovar o mandato.

Se o povo lhe conceder mais quatro anos de mandato, não duvido que tente trocar a tonalidade do azul que está no céu.

Vida que segue.

Tchau, forte abraço, com o cheiro do Rosas.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami