TV Espinhosa – Bolsonaro metralha expectativas de aliados ao deixar merreca de vacina e recursos no Acre

Vamos combinar!
O presidente Jair Bolsonaro deu uma metralhada nas expectativas dos seus aliados no Acre.
Mostrou que há uma distância gigante entre o real e a ilusão.
Revelou que a turma do Acre não tem influência alguma no governo federal.

Vamos ver isso na TV Espinhosa?
Antes, porém, curta e compartilhe o nosso vídeo.
Isso ajuda muito.
Vamos lá? 

Merreeeca!
Isso mesmo: merreeeca!
Criaram uma expectativa gigante, mas a montanha pariu um rato.
Falaram que Bolsonaro traria vacina e dinheiro para inundar o Acre de imunização e recursos públicos.
Não trouxe nenhuma coisa nem outra, na quantidade que era esperado.
Sempre mostrando um despreparo completo, o governador Gladson Cameli falou em quatrocentos mil doses de vacina.
Chegaram vinte uma mil e novecentos doses. 
Esse quantitativo já estava previsto pelo Ministério da Saúde.
Não veio nenhuma gota a mais.
Dois dias antes da vinda ao Acre, Bolsonaro assinou medida provisória para garantir quatrocentos e cinquenta milhões de reais para estados e municípios em estado de calamidade pública.
Fizeram parecer que boa parte dessa grana seria para o Acre.
Lorota.
Ficou uma merreeeca de dezesseis milhões de reais.
O governo Bolsonaro pegou o montante e dividiu por vinte seis estados e o Distrito Federal.
O que sobrou foi a merreeeca de dezesseis milhões para ser dividido para o governo e as prefeituras.
O recurso não dá nem para o começo, diante dos estragos provocados pelos alagamentos.

Para piorar, muitos municípios nem irão acessar o dinheiro, pois não têm técnicos para fazer os planos de trabalho.
A vinda de Bolsonaro foi engodo.
Trouxe mais problemas do que solução, pois aglomerou, andou sem máscara e desmoralizou o governador.
Bolsonaro mostrou que o prestígio dos políticos acreanos que lhe referendam apoio é igual a zero.
Mas o presidente disse que voltará ao Acre em março, só que para inaugurar uma obra em Rondônia.
Não ria.
A obra é a ponte sobre o Rio Madeira, que foi autorizada pela presidente Dilma Rousseff no tempo que os políticos acreanos tinham prestígio junto à presidência da república.
Esse prestígio hoje é mito.
A turma de hoje se contenta com migalha, com merreeeca.

Vida que Segue.

Gostou dessa TV Espinhosa?
Curta e compartilhe.
O espinhoso agradece.
Forte abraço com cheiro de Rosas.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami