TV Espinhosa – Apertem o cinto, o piloto Gladson disse que não há mais o que fazer

Imagine que você está num avião e, de repente, o piloto anuncia que perdeu a rota e não sabe o que fazer.


Ou então você está no barco e o comandante some.


Situações desesperadoras, não é?


Assim está o Acre: sem piloto, sem comandante.

Vamos falar mais sobre isso na TV Espinhosa?


Antes, porém, peço que curta e compartilhe para chegarmos mais longe.


Vamos lá?


No momento em que o Acre teve um aumento de cento e dez por cento no número de mortes por Covid-19, o governador Gladson Cameli praticamente jogou a toalha.

A declaração poderia vir de qualquer um, menos dele.


Gladson foi eleito para liderar, ser o piloto, o comandante.


Infelizmente, não se comporta à altura do cargo que ocupa.


Gladson deu a seguinte declaração ao site de propriedade da família da sua secretária de Comunicação:

  • Não há mais o que fazer, o que temos que fazer é cada um ter a sua consciência do melhor para si.

Como assim não há mais nada a fazer, governador?


O líder não pode jogar a toalha em plena luta.
Fale menos, faça mais.


Estamos longe de uma terceira guerra, como o senhor declarou sem saber o que dizer.


O senhor teve tempo e dinheiro para se planejar.

Os sinais de que as coisas iriam piorar eram claros.


Mas o senhor fez a opção de politizar algo tão grave.


Dançou sem máscara durante a campanha.

Anunciou que compraria um milhão de vacinas.


Demorou para adotar medidas mais duras.


Tudo o que acontece é por omissão do poder público.


É claro que parte da população tem culpa, mas ela costuma seguir aos seus líderes.

Para piorar, vieram as alagações, a crise migratória na fronteira a a epidemia de dengue.


O fato é que vivemos uma situação complicada para alguém que não tem liderança nem capacidade de gestão.


E não é por falta de dinheiro.


Somente por não pagar as dívidas com a União, o governo Gladson Cameli conseguiu economizar quase novecentos milhões de reais.


Parlamentares anunciam diariamente e em outdoor rios de dinheiro para o Acre.


Dinheiro tem, o que falta é gestão.


Semana passada Gladson Cameli disse que iria ao STF para exigir vacinação em massa dos acreanos.


Mais uma bravata.


Não teria coragem de peitar o presidente da República.


Ele é bolsonarista de carteirinha.


Falando em bolsonarismo, o presidente disse que virá ao Acre na quarta-feira.


Foi às suas redes sociais e publicou um vídeo fake.


O vídeo é de 2014, no Rio Liberdade, mas ele publicou como se fosse atual.


Deve ter sido orientado pelo senador turista Marcio Bittar.
Veja:

Bolsonaro teve oitenta por cento dos votos, mas não sabe nada do Acre.


Não creio que essa visita, se realmente acontecer, traga muita coisa.


Bolsonaro vai mentir sobre liberação de recursos e deixará o governador em maus lençóis.


Pode esperar.


O que deve gerar é mais aglomeração.


Aí é que Gladson Cameli ficará mesmo sem saber o que fazer.


Que Deus nos proteja.


Vamos apertar o cinto porque o piloto sumiu.


O comandante só não pula do barco porque não pode.


Vida que segue.

Gosto dessa TV Espinhosa, compartilhe?


Abraço e vamos encontrar um jeito de nos proteger.
Até a próxima.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami