TV ESPINHOSA – A maior ameaça de Gladson Cameli não é Rocha: é o seu fraco e corrupto governo, sua incapacidade de liderar e de falar a verdade

Olá!!!

Quem me acompanha deve lembrar

Não faz muito tempo eu disse que chegaria o dia em que o governador iria se dizer ameaçado pelo seu vice.

Esse dia chegou.

E a TV Espinhosa, com cheiro de Rosas, está no ar.

Olá! Bom dia, boa tarde, boa noite.

Esteja você em qualquer lugar e horário desse planeta terra, que é redondo, embora tenha gente acreditando que é plano.

É nessas voltas de mundo redondo que a briga entre o governador Gladson Cameli e o vice-governador Wherles Rocha vai deixando o Acre de cabeça para baixo.

Essa pendenga ganhou mais um episódio.

Rocha disse que Gladson corre o risco de não terminar o mandato.

Gladson, querendo ser vitima de um suposto complô, rebateu:

  • Ai é uma interrogação. Não sei se ele está me ameaçando ou qual a conotação que ele está levando.

Tenho cinquenta e seis anos de idade, acompanho a politica há muitos anos, nunca vi uma situação dessas.

É baixaria demais para trabalho de menos.

Para onde essa turma quer nos levar?

Mas voltemos à suposta ameaça.

Não gosto nem tenho procuração para defender Wherles Rocha, mas creio que ele está longe de tramar contra a vida de alguém.

Acho até que, depois disso, o vice tem que torcer para o governador não levar nem uma queda, mesmo que seja um rasteira.

E como tem rasteira nesse grupo que chegou ao poder nas eleições de dois mil e dezoito…

Também tem cobra querendo engolir cobra.

É veneno puro.

Mas, quando fala que Gladson corre o risco de não terminar o mandato, Rocha aposta que as denúncias feitas por ele podem ter efeito, podem ser apuradas e comprometer o governo e o governador.

Nesse ponto eu concordo com o vice-governador.

Esse governo não resiste à uma investigação séria dos órgãos federais.

Há relatos de que a corrupção chegou e fez morada nas mais diversas secretarias.

O que vemos, para além da briga entre o governador e o vice, é que Gladson Cameli se esforça para criar pautas positivas.

O problema é que não há o que mostrar, além das ridículas pinturas em azul de prédios e espaços públicos.

Essas pinturas, se quisesse sair da zona de conforto, já deveriam ser objeto de investigação pelo Ministério Público Estadual, que não se incomoda em ver tudo azul.

O Acre é o estado onde desemprego e a miséria cresceram em maior proporção.

A miséria pode ser vista em cada esquina.

Não há ação efetiva de um governo que prometeu abrir o Acre para o desenvolvimento.

Atravessamos um deserto de ideias e projetos.

Seguimos ao sabor da própria sorte, pois falta liderança.

Aquele que deveria ser o líder se apegou à Covid-19 como a sua principal aliada.

Isso não se sustenta.

É doentio.

E só tem um verão para mostrar serviço.

Nunca um governo teve tanto dinheiro para realizar obras.

Somente do governo anterior foi herdado, em caixa, um bilhão e trezentos milhões.

Para ajudar ao combate à Covid, o governo recebeu quase oitocentos milhões.

Durante esse período de pandemia, Gladson deixou de desembolsar mais de sessenta milhões mensais com o pagamento de dívidas com a União.

Onde está tanto dinheiro?

A partir de abril do próximo ano a campanha eleitoral começa.

Acho que Gladson pode dormir tranquilo sobre o ponto de vista da sua integridade física.

Ele tem mais do que um batalhão cuidando da sua segurança.

O seu problema é politico e administrativo.

É a sua incompetência.

É um governador fraco, sem liderança e que alimenta a sua rede com promessas nunca realizadas.

A falta de palavra do governador é a sua maior ameaça.

Não é o Rocha que deve tirar o seu sono.

E a vida segue.

Gostou desta TV Espinhosa?

Curta e compartilhe tanto no Facebook quanto no YouTube.

No YouTube ative o sininho para receber notificações.

O Espinhoso aqui agradece.

Tchau e forte abraço com cheiro de Rosas.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami