Trabalhadores da limpeza na Fundação Hospitalar estão sem receber salário de dezembro e décimo terceiro

Empresa Maia & Pimentel não revela quando honrará com os pagamentos de trabalhadores que estão até com a energia cortada

Trabalhar sem receber é de adoecer a qualquer um, mesmo trabalhando dentro de uma unidade de saúde.

Os humildes trabalhadores terceirizados da Fundação Hospitalar (Fundhacre), que limpam o chão para os médicos e diretores bacanas passarem, não tiveram a entrada de ano sonhada.

Infelizmente, o ano novo para essa turma chegou com a tristeza do ano velho.

Boa parte desses trabalhadores passaram as noites de Natal e de réveillon no escuro, porque tiveram o fornecimento de energia interrompido pela intocável Energisa, em razão não pagamento.

São pessoas simples, que não faltam ao trabalho para manter a limpeza da Fundhacre impecável.

Só que a relação não tem mão dupla.

Os trabalhadores estão, até agora, sem receber o salário de dezembro, bem como o décimo terceiro salário, que deveria ter sido pago no início de dezembro, conforme determina a lei.

A situação é de penúria e desesperos nos lares dessa gente humilde.

Todos são contratados pela empresa Maia & Pimentel, que foi alvo de operações da Polícia Federal por possível ocorrência de peculato e lavagem de dinheiro, tendo em vista possível desvio de recursos públicos. Veja aqui.

“Estamos em situação difícil. Todos os meses não temos data para receber. Pagaram o pessoal do administrativo na segunda-feira, mas não pagaram nada para a gente da limpeza”, lamenta uma trabalhadora.

Em áudio obtido pelo Portal, uma senhora chamada Vera tenta explicar o atraso.

“O mês doze de vocês, eu não recebi da Fundação. Teve um erro, eles depositaram na conta errada e foi cancelado. Eu não sei quando vai cair esse valor”, disse.

Ainda segundo a senhora, a empresa não irá fechar as portas. “Estamos com as portas bem abertas. Não temos intenção de fechar e nem de enganar ninguém”, declarou.

Inocentes, os trabalhadores acreditam que o governador Gladson Cameli não sabe da situação vividas por eles. Se não sabia, está sabendo agora. Só tem que mandar pagar.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami