Thiago Caetano reclama da proibição de cultos, mas terá que justificar lambanças como secretário

Levado aos ostracismo após pífia passagem pela Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), o engenheiro desprovido de portfólio de obras Thiago Caetano quer voltar a brilhar criticando medidas do seu ex-chefe Gladson Cameli a favor do isolamento social.

Caetano, que sonhava em ser candidato a prefeito de Rio Branco com o apoio do governador, quer voltar às luzes pela fé.

Em postagem no Facebook, o quase candidato parece ter se convertido ao fundamentalismo religioso, pois crítica a proibição de culto tipo driver thur da fé.

Segundo ele, os fiéis ficariam dentro dos seus carros ouvindo o pastor levar as palavras de fé. Isso seria um drible na lei é uma enganação na boa fé.

Thiago Caetano é evangélico e parece fazer milagres com o dinheiro que recebe. É um proprietário de uma elegante residência num chique condomínio perto da sua congregação.

Também precisa contar com proteção divina, pois sua breve passagem pelo governo está sob investigação interna e externa.

Segundo fonte, há situação tão complicada que nem Jesus na causa poderá livrá-lo.

Esse é o verdadeiro milagre da multiplicação de quem diz que tira leite de pedra.

Afinal, há várias formas de receber e pagar dízimos.

Amém!

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami