More
    HomeMETRÓPOLESTCU: houve superfaturamento em compra de Viagra pelo governo Bolsonaro

    TCU: houve superfaturamento em compra de Viagra pelo governo Bolsonaro

    O Tribunal de Contas da União (TCU) concluiu que houve superfaturamento na compra de milhares de comprimidos de Viagra pelas Forças Armadas. O tribunal ainda determinou a devolução de R$ 27,8 mil aos cofres públicos pela aquisição do medicamento, que é geralmente usado para tratar disfunção erétil.

    O processo, aberto em abril de 2022, apontou um superfaturamento de 143% na compra. O Hospital Naval Marcílio Dias, no Rio de Janeiro, gastou mais de R$ 55 mil para a compra de 15 mil comprimidos de sildenafila, o equivalente a R$ 3,65 por pílula. No entanto, o valor médio no Painel de Preços do governo federal para o período é de R$ 1,81.

    O TCU deu prazo de 90 dias para que a unidade “adote as medidas administrativas pertinentes para apuração do débito e obtenção do ressarcimento do dano causado ao erário, em valores atualizados”, além de adotar medidas judiciais e extrajudiciais cabíveis.

    O pedido inicial de apuração foi feita ao TCU pelo ex-deputado federal Elias Vaz (PSB-GO) e pelo senador Jorge Kajuru (PSB-GO).

    LEAVE A REPLY

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    vale a leitura