Sobrinho de Bolsonaro que assessorava senador flagrado com dinheiro na  cueca vai trabalhar com Petecão

Sobrinho de Bolsonaro que assessorava senador flagrado com dinheiro na cueca vai trabalhar com Petecão

Quem tem padrinho forte, não morre pagão no jogo do poder em Brasília.

É o caso, por exemplo de Leonardo de Rodrigues de Jesus, conhecido como Léo Indio.

Léo Índio é sobrinho do presidente da República e assessorava o senador Chico Rodrigues, flagrado pela Polícia Federal com dinheiro da cueca.

Após o escândalo, o sobrinho do presidente pediu exoneração, mas ficou pouco tempo desempregado.

Léo Índio foi nomeado como assessor parlamentar da Primeira Secretaria do Senado, cujo comandante é o senador acreano Sérgio Petecão (PSD).

Para assessorar Petecão, ele ganhará R$ 17.319,31 de salário. No gabinete de Chico Rodrigues recebia R$ 22.943,73.

Leonardo de Rodrigues de Jesus é filho de Rosemeire Nantes Braga Rodrigues, irmã de Rogéria Nantes, ex-mulher de Jair Bolsonaro e mãe dos três filhos mais velhos do presidente – Carlos, Flávio e Eduardo.

Na sua conta no Twitter, o jornalista Ricardo Noblat escreveu: “O Centrão salva e a mamata continua.

Leonildo Rosas

Related Posts

Não foi por bom senso: Gladson recua nas pinturas de prédios e espaços público por medo de ações judiciais

Não foi por bom senso: Gladson recua nas pinturas de prédios e espaços público por medo de ações judiciais

Empresas de primos do governador faturam R$ 36 milhões para duplicar  estrada do aeroporto de Cruzeiro do Sul

Empresas de primos do governador faturam R$ 36 milhões para duplicar estrada do aeroporto de Cruzeiro do Sul

Preso pela PF em operação no Amazonas, empresário acreano se dizia nas redes sociais contra a corrupção

Preso pela PF em operação no Amazonas, empresário acreano se dizia nas redes sociais contra a corrupção

Licitação com emenda de Marcio Bittar e indícios de carta marcada foi suspensa após matéria publicada no Portal do Rosas

Licitação com emenda de Marcio Bittar e indícios de carta marcada foi suspensa após matéria publicada no Portal do Rosas

No Comment

Deixe uma resposta