Silas Câmara, esposo da vice de Roberto Duarte, pode ser preso e perder mandato de deputado federal

Julgamento da ação penal que envolve o parlamentar do Amazonas, por prática de “rachadinha” no gabinete começou nesta sexta-feira (27) e vai até o próximo dia 4 de dezembro. Edson Fachin acompanhou o voto do relator.

O ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso fixou uma pena de cinco anos e três meses de prisão e a perda do mandato do deputado federal Silas Câmara (Republicanos-AM).

Silas é esposo da missionária Antônia Lúcia, que concorreu à vice-prefeita de Rio Branco, na chapa do emedebista Roberto Duarte.

Barroso também estipulou 123 dias-multa de cinco salários mínimos e a devolução de R$ 248.205,93.

A punição do parlamentar foi pedida pelo ministro-relator da Ação Penal 864, que Silas Câmara responde no STF desde 2001.

O deputado do Amazonas é acusado de promover a conhecida “rachadinha”, prática em que se recolhe parte dos salários dos servidores do gabinete parlamentar.

“Os elementos probatórios produzidos na instrução processual demonstraram que o réu, valendo-se do cargo de Deputado Federal, desviou recursos públicos destinados ao pagamento de assessores parlamentares, em proveito próprio”, diz Barroso em seu voto.

Com informações de https://bncamazonas.com.br/poder/barroso-prisao-mandato-silas-camara/

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami