Sesacre assina dispensa de licitação superior a R$ 300 mil com empresa da família de diretor-presidente do Depasa

Sesacre assina dispensa de licitação superior a R$ 300 mil com empresa da família de diretor-presidente do Depasa

A cada dia fica mais claro que o governo Gladson Cameli perdeu o medo de investigação e o senso de parecer sério.


A cada medida tomada, é evidenciado que a administração segue o princípio de atender primeiro aos seus.


Aproveitando a decretação do estado de calamidade, gestores estão extrapolando a todos os parâmetros de parecer legal, a fim de promover dispensas de licitação carregadas de vestígios de pouca transparência e legalidade.

Mesmo quando é supostamente, surge a carência do componente moral.

Um desses atos veio ao Diário Oficial recentemente.


Pelo valor de R$ 308.406,00, a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) contratou a empresa Bucar Engenharia e Metrologia Eirelli, para fazer a manutenção e fornecer equipamentos hospitalares.


A Bucar é da família do diretor-presidente do Depasa, Tião Fonseca.


O contrato foi assinado pelo secretário Alysson Bestene e Sebastião da Fonseca Dias Júnior.


A Bucar é a mesma empresa que recebeu um reajuste do Depasa superior a meio milhão de reais, menos de uma semana após Fonseca pai tem assumido a autarquia. Veja a matéria completa.

Embora esteja alojado no governo e com a empresa da família faturando, Tião Fonseca não parece em sintonia com o seu chefe Gladson Cameli.
Em postagem nas redes sociais, o diretor-presidente do Depasa critica o isolamento social.
Veja a postagem abaixo:

Leonildo Rosas

Related Posts

Não foi por bom senso: Gladson recua nas pinturas de prédios e espaços público por medo de ações judiciais

Não foi por bom senso: Gladson recua nas pinturas de prédios e espaços público por medo de ações judiciais

Empresas de primos do governador faturam R$ 36 milhões para duplicar  estrada do aeroporto de Cruzeiro do Sul

Empresas de primos do governador faturam R$ 36 milhões para duplicar estrada do aeroporto de Cruzeiro do Sul

Preso pela PF em operação no Amazonas, empresário acreano se dizia nas redes sociais contra a corrupção

Preso pela PF em operação no Amazonas, empresário acreano se dizia nas redes sociais contra a corrupção

Licitação com emenda de Marcio Bittar e indícios de carta marcada foi suspensa após matéria publicada no Portal do Rosas

Licitação com emenda de Marcio Bittar e indícios de carta marcada foi suspensa após matéria publicada no Portal do Rosas

No Comment

Deixe uma resposta