Senadora Mailza Gomes decide exonerar pastor Ildson Viana da sua assessoria

Indignação. Esse é o sentimento da senadora Mailza Gomes (PP) em relação ao pastor Ildson Viana, acusado de cometer assédio contra candidatas ao processo seletivo da Santa Casa de Misericórdia.

Ontem, após as primeiras denúncias, a senadora decidiu exonerar o pastor, que recebia cerca de R$ 12 mil no seu gabinete no Senado.

“Ela está indignada com a situação”, revelou um assessor.

Ildson Viana acumulava a função de assessor com a diretoria na casa de saúde de forma ilegal, haja vista que o Senado exige dedicação exclusiva.

A primeira denúncia veio a público por meio de uma candidata que gravou a tentativa de assédio, quando Viana teria pedido uma massagem nas costa.

Hoje, o site AC24horas trouxe outra denúncia de uma senhora que, incentivada pela esposo, resolveu registrar Boletim de Ocorrência na delgacia,

Biomédica, a mulher disse: “Minhas colegas que estavam fazendo esse curso junto comigo já haviam relatado algumas formas diferentes no modo dele conversar no privado [whatsapp] com cada uma. E eu já fiquei desconfiada por conta disso”, afirmou à reportagem. Veja a matéria aqui.

Ildson Viana concorreu a vice-governador na chapa de Tião Bocalom, nas eleições de 2010.

Naquela época veio a público o seu primeiro escândalo sexual. Com discurso moralista, Ildson foi flagrado em adultério, o que culminou na sua separação.

“Era para ele ter sido exonerado há muito tempo. A senadora aguentou, mas agora não dá mais”, comentou o assessor, que pediu o sigilo da fonte.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami