Sempre a PAS: Deracre adere ata de mais de R$ 20 milhões para elaboração de projetos

A prática é a mesma desde o início da atual administração.

Faltando menos de um ano e meio para finalizar o mandato, o governo do Acre continua desprezando o processo licitatório para aderir à atas, no mínimo, suspeitas.

Umas empresas preferidas pelo governo Gladson Cameli para fazer a adesão é a PAS – Projetos,  Assessoria e Sistema, cuja sede é em Ji-Paraná (RO).

Na mais recente adesão, o Departamento Estadual de Estradas de Rodagem (Deracre), por meio do diretor-presidente Petrônio Antunes (foto) se mostra disposto a pagar mais de R$ 20 milhões à PAS.

Segundo o diretor-presidente do Deracre,  a PAS será encarregada de elaborar peças técnicas e gráficas “necessárias e indispensáveis à execução de públicas de tipologias e complexidades variadas e outras atividades correlatas”.

Como de praxe, a PAS trouxe a ata de um tal de Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Área Mineira da Sudene (Cimams).

Essa não é a primeira e, pelo andar da carruagem, não será a última.

Este Portal vem chamando a atenção desses procedimentos relacionado à PAS e o governo estadual há muito tempo, sem que os órgãos de controle aprofundem nas investigações.

Fato curioso é que um montante vultoso de recursos pode ser devolvido justamente pela falta de elaboração de projetos para a execução das obras.

O próprio governador, em diversas oportunidades, reclamou que faltam projetos e competências dos seus subordinados.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami