Secretário Thiago Caetano não consegue consertar uma balsa em Xapuri, mas se apropria de obra do governo federal em Rondônia

Semanalmente, o secretário de Infraestrutura, Thiago Caetano, publica imagem sobre o andamento das obras sobre o Rio Madeira.

Vende a obra em Rondônia como se fosse algo que vai garantir o progresso acreano.

Tão falada pelo governo, a obra não gerou um emprego no Acre, não movimentou um real no comércio local.

Ponte nunca foi sinal de desenvolvimento.

Caetano e muito menos o seu chefe não moveram uma palha para a ponte ser construída.

A decisão de liberar os recursos e assegurar a realização da obra foi tomada em 2015, pela então presidente da República Dilma Rousseff.

Rousseff tomou a decisão quando viu o Acre isolado, após a cheia histórica do Madeira.

Sem essa decisão, os donos das balsas responsáveis pela travessia iriam continuar dando as cartas.

Mas voltando a Caetano.

O secretário que acompanha a ponte não conseguiu fazer a travessia entre a função que ocupa e a de funcionário do Dnit.

Olha para o que ocorre noutro estado, mas é incapaz de consertar uma balsa em Xapuri.

Desde sexta-feira, os moradores do município estão sem fazer a travessia porque a balsa foi interditada pelo Corpo de Bombeiros.

A estrada AC 40 está sendo tomada pelos buraco, colocando em risco vidas de motoristas e pedestres.

Mas Caetano comemora obra do governo federal.

Tem gente que prefere criar filhos alheios.

Dá menos trabalho.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami