Por Rachel Moreira

Nunca ouvi tanto que sou uma pessoa determinada num curto espaço de tempo como agora. Fico feliz em ver que minhas atitudes condizem com meu discurso e que todo o esforço que tenho desempenhado tem se refletido de forma a fazer com que as pessoas percebam as mudanças que vem acontecendo comigo. Isso só é possível porque eu sei onde quero chegar e o que me move, por isso tracei metas e venho cumprindo-as apesar das dificuldades.


Se você já leu ou viu Alice no País das Maravilhas deve se lembrar de uma conversa dela com o coelho. Em dado momento ela pergunta a ele qual o caminho deve seguir e ele prontamente responde com outra pergunta: para onde você quer ir? Como ela não sabia, ele lhe diz que qualquer caminho leva aqueles que não sabem onde ir.


Assim é na vida, sem propósito, sem meta, sem saber onde se quer chegar, desanimamos e trocamos de rumo a qualquer dificuldade que surge na caminhada.


Se você quiser ser resiliente, determinado, descubra primeiro o que você quer, porque você quer, o que precisa fazer pra conseguir alcançar o que se propõe, desta forma será mais fácil conseguir.


A resiliência surge a partir do momento em que você cai e levanta quantas vezes forem necessárias para alcançar os objetivos que traçou para sua vida. Boa sorte!

Treinamento de força X câncer de mama


Falar sobre treinamento de força, a popular musculação, e câncer de mama ao mesmo tempo parece ser um absurdo, mas não é. Os efeitos colaterais do câncer, entre outros, estão na diminuição da força muscular, na diminuição da composição corporal e na fadiga crônica. Estes podem persistir por anos após o termino do tratamento e é aí que entra a atividade de musculação.


O exercício entra como um poderoso aliado no tratamento contra o câncer de mama. Os benefícios desta atividade vêm sendo investigados pelos cientistas e tem apresentado resultados satisfatórios. Por isto a musculação é uma alternativa interessante de terapia não farmacológica. Lembrando que cada caso é um caso e sempre deve haver acompanhamento médico quando se trata de ações de saúde.


Veja o que rolou no final de semana


E o final de semana foi deles, os praticantes

de crossfit. No sábado e domingo, durante todo o dia e início da noite, 158 atletas participaram do RB Games, que aconteceu no colégio Armando Nogueira. atletas de Rio Branco, Senador Guiomard, Cruzeiro do Sul e Porto Velho competiam entre quatro categorias, que ia do Master ao Amador, totalizando 13 mil reais em premiação.

No domingo também teve corrida. Foi a primeira da Realize e pelo sucesso na organização e participação deve se tornar a primeira de muitas. Parabéns ao casal número um da corrida de rua, Mailson e Danubia Leal.


Crosfiteira

Quem nunca ouviu essa expressão? Fulano é crossfiteiro. O termo, que não existe originalmente no dicionário, é uma forma de denominar os amantes desta modalidade que cada dia cresce mais, principalmente entre as mulheres. O mais legal, é que entre os adeptos do crossfit estão pessoas de todas as idades. Gente que não sonha em ser atleta, mas que encontra nesta prática esportiva uma forma de aliviar o estresse do dia-a-dia e cuidar do corpo e da saúde.
Janaina Mazaro é uma desta pessoas, com 39 anos, mãe e profissional farmacêutica, ela não é profissional do crossfit, mas adora participar das aulas e dos campeonatos na categoria amador. Inspiração para outras mulheres que a conhecem, ela vem transformando o corpo com a dedicação e o prazer que as aulas proporcionam. Vivas a ela e a todas as outras pessoas que fazem da prática esportiva um estilo de vida! E Parabéns aos atletas que competiram no final de semana, tendo vencido ou não em suas categorias. Se desafiar já é uma vitória!

Atleta de fim de semana… Cuidado!
Que exercício físico traz grandes benefícios quando bem orientado todos nós sabemos. Que é importante praticar pelo menos 30 minutos durante três dias na semana também. O problema é quando a falta de organização do tempo faz com que se queira compensar os dias off da semana em treino com volumes e com intensidades altas, em um só dia, sem períodos de recuperação, querendo entrar em forma ou mesmo mantê-la.

Isso não é possível e pode ainda comprometer sua saúde. Nosso organismo precisa se recuperar e tentar compensar a falta dos exercícios fiscos em um só dia da semana pode comprometer seriamente o aparelho locomotor e cardiorrespiratório.
Lesões musculares e até mesmo sérios problemas cardíacos podem acontecer com qualquer um, mas os atletas de final de semana são muito mais propensos a sofrer destes males.


Claro que treinar apenas do fim de semana tem seu lado positivo. Pode se tornar um incentivo para o início das atividades físicas regulares e é melhor do que ficar no sofá se empanturrando de doces, carboidratos e frituras, mas esses exercícios devem ser feitos de forma bastante moderada. Respeitando os próprios limites.


Inspira, espira, não pira! Respira
Na cultura oriental, a respiração há milênios é usada como ferramenta de controle emocional. A própria ciência já declarou que ela é capaz de reorganizar as emoções e trazer controle a mente em momentos de estresse.


Pesquisadores da Universidade de Stanford descobriram que um pequeno grupo de neurônios localizado no tronco cerebral é quem mantém o equilíbrio entre a respiração e a atividade cerebral, responsável pelas sensações de agitação e de calma.


Agora que sabemos disso, podemos tirar ainda mais proveito da descoberta. Aprendendo a controlar a maneira como pensamos e como sentimos. E a frase que virou meme e ganhou a rede social das mais diversas formas: “inspira, espira, não pira” pode ser o manual. Para isso é necessário primeiramente prestar atenção em algo tão natural que muitas vezes deixamos passar desapercebida, nossa respiração. E usá-la para controlar nossa mente ditando o ritmo de atividade do nosso corpo.


Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami