HomeROSAS E ESPINHOROSAS E ESPINHOS - Tem candidato pensando em gastar até R$...

ROSAS E ESPINHOS – Tem candidato pensando em gastar até R$ 25 milhões para ser prefeito; veja esta e outras na coluna do Espinhoso

“A era das redes sociais começou com a promessa de libertação e empoderamento de minorias, mas parece estar nos levando para as trevas da desinformação”, Mariana Barbosa, no livro Pós-verdade e Fake News

Candidato de R$ 25 milhões
Quebrado não entra no jogo. Tem candidato a prefeito em Rio Branco estimando um gasto – não oficial, é claro – em R$ 25 milhões. O moço é pesado. Mesmo que consiga tanta grana, será difícil tirá-lo do chão. Falta-lhe voto e carisma.

Como conseguir
A forma de levantar os R$ 25 milhões não seria por meio de doações. Seria pela cobrança de propina mesmo. Pense em cerca de 17% de R$ 150 milhões. É o que dizem que será investido em obras.

Candidaturas cristalizadas
Qualquer outra candidatura a prefeito de Rio Branco será apenas para cumprir tabela. As candidaturas de Marcus Alexandre (MDB) e Tião Bocalom (partido indefinido) estão consolidadas e cristalizadas perante o eleitor. As coisas no Acre são assim.

Apoio ilusório
Há quem se iluda, porque quer ser iludido ou iludida. Uma dessas ilusões é acreditar que o apoio do governador Gladson “Dançarino” Cameli na disputa municipal é garantia de sucesso nas urnas.

Segue o exemplo
Inegavelmente, “Dançarino” Cameli é bom de voto quando o dele está na reta. Da mesma forma não há como negar que é péssimo como cabo eleitoral. Exemplo que salta aos olhos foi o apoio que emprestou à então prefeita de Rio Branco Socorro Neri, na época no PSB, nas eleições de 2020.

Com a máquina
Diferente de agora, na época o dançarino tinha mais prestígio. Não era acusado de ser chefe uma organização criminosa. Socorro Neri era uma prefeita bem avaliada. Haviam duas máquinas empurrando a sua candidatura. Mesmo assim, o resultado foi a viagem de balsa até Manacapuru.

Lula no Acre, mas não agora

Não se sabe se é por desinformação ou falta de zelo com a verdade. Setores da imprensa divulgaram que o presidente Lula viria ao Acre no dia 22 de fevereiro. Não é verdade. Ele visitará o Estado, mas não agora.

Posse do Dino

Imagine que você é o presidente Lula. O que lhe seria mais relevante: vir a um estado ingrato e bolsonarista como o Acre, ou participar da posse de Flávio Dino como ministro do STF? É cada uma…

Anel viário
Li num desses jornais “governamentais”que o diretor-presidente do Deracre, Sócrates Guimarães, e a sua trupe foram à Brasília pedir urgência ao Dnit para a conclusão das obras do anel viário de Epitaciolândia e Brasileia. Essa turma é piadista.

Dinheiro federal
Especialista em camuflar a verdade, o governo de “Dançarino” Cameli nunca deixou claro quem era o dono da grana para a obra. Agora fica evidente que o “provedor” é o governo do presidente Lula, que terá que aportar a nada desprezível quantia superior a R$ 60 milhões.

Obra abandonada


Olhe bem às fotos. A obra do anel viário de Epitaciolândia e Brasileia foi abandonada pelas empresas. O que se vê em um elefante branco. Uma das empresas permanece impedida de transacionar com o governo estadual. Tudo por conta da Operação Ptolomeu.

Cadê a saia?

Uma coisa puxa a outra. Na suas bravatas, Gladson “Dançarino” Cameli jurou que usaria saia, caso não inaugurasse a ponte da Sibéria, em Xapuri no fim do ano passado. Desde a sua promessa, três coisas não aconteceram: a obra não foi executada, ele não vestiu a peça feminina e nem a senhora que lhe emprestou recebeu a vestimenta de volta.

Romildo, o ex-governador
Recebi um pequeno vídeo – que não publicarei aqui por respeito à intimidade – do ex-governador Romildo Magalhães. É uma cena que choca. Acometido pela diabetes, Magalhães amputou uma perna e pode ficar sem a outra. É a vida…

O amor no ar
Os fofoqueiros de plantão juram que a vice-governadora Mailza Assis protagonizou cena de puro romantismo com o seu amado Madson Cameli. Segundo essas pipiras que adoram a vida alheia, houve até pedido de casamento em um balão, que não é mágico…

Homem casado
Ainda sobre as pipiras fofoqueiras, elas juram que os pombinhos não podem se casa. Tudo porque Madson ainda permanece oficialmente casado com uma bancária de Cruzeiro do Sul. Isso é pecado, irmã!

Fogo aceso
Diante de uma possível aproximação do prefeito Tião Bocalom com o senador Alan Rick, o fogo amigo está mais do que nunca. Veja com a atenção o vídeo que este Espinhoso recebeu de alguém da cozinha governamental.

Início da briga
Ainda teremos muitos round de briga que Alan Rick terá pela frente. O jogo, nada santo, está só começando. Abordarei as coisas com mais detalhes na próxima coluna

Frank de volta
Apeado da Secretaria Municipal de Saúde, sob a acusação de assediar funcionárias, o ex-secretário Frank Lima parece querer voltar ao posto. Andou mandando áudio a funcionários como se membro da equipe fosse. É amigo do prefeito e estaria contando com o apoio do senador Marcio Bittar.

Queimar a secretária
Segundo fonte, uma das estratégia de Frank Lima é queimar a atual secretária. A mesma fonte jura que Lima anda pelas unidades perguntado sobre a competência e capacidade de gestão de Sheila Andrade. Bocalom irá brincar com fogo, se resolver reconduzir o seu amigo ao cargo.

IMPORTANTE: Fazer jornalismo independente é caro e muito difícil. O nosso trabalho só sobrevive graças ao apoio das nossas leitoras e nossos leitores. O nosso pix é o email leonildorosas@gmail.com. Contribua!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

vale a leitura