Rocha teve que exonerar comandante da Polícia Militar; foi ele quem fez o convite

Quem pariu Mateus, que o embale.

Essa deve ter sido a decisão de Gladson Cameli sobre a troca do comando da Polícia Militar.

Cameli não assinou a exoneração do coronel Mário Cézar Freitas.

Muito menos a nomeação do coronel Ezequiel Bino.

Tanto a exoneração quanto a nomeação trouxeram a assinatura do vice-governador Wherles Rocha.

A mensagem é: a Segurança Pública é do Rocha.

Foi ele quem convidou toda a equipe.

Só que Cameli não pode se esquivar. A pasta também é de sua responsabilidade.

Detalhe: o subcomandante, coronel José Messias, continua no cargo.

Related Posts

One thought on “Rocha teve que exonerar comandante da Polícia Militar; foi ele quem fez o convite

  1. GRANDE DECISÃO DO VICE-GOVERNADOR, A SUBSTITUIÇÃO ERA NECESSÁRIA E REPRESENTA O ANSEIO DA TROPA, O VERDADEIRO LÍDER É O QUE RECONHECE O ERRO E TEM A HUMILDADE DE FAZER AS DEVIDAS CORREÇÕES

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami