Rio Branco fica fora do Mais Médicos; Rodrigo Forneck cobra intervenção dos parlamentares federais

Por decisão do governo federal, Rio Branco ficou fora do novo edital do Mais Médicos e vai perder 53 profissionais que atendem na rede pública do município. O líder do Executivo na Câmara de Vereadores, Rodrigo Forneck (PT), cobrou um posicionamento dos deputados federais e senadores acreanos, diante da decisão que afeta diretamente os cidadãos riobranquenses.

“Esse déficit de 53 médicos representa uma demanda reprimida de 40 mil consultas por mês. Isso é gravíssimo e pode gerar um colapso na saúde pública municipal. Peço o apoio dos nossos deputados federais e senadores acreanos para que venham intervir junto ao governo federal e, quem sabe, reverter essa decisão catastrófica”, endossou Forneck, que é presidente da Comissão de Saúde e Assistência Social.

A Prefeitura de Rio Branco tem buscado alternativas para tentar amenizar o impacto. Entretanto, a falta de profissionais preocupa a gestão, pois afeta na área de especialistas como pediatras, ginecologistas, entre outros. A contratação de 39 médicos, realizada por meio de concurso público, não supre a necessidade da gestão municipal.

Rodrigo concluiu sua fala na tribuna alertando que a decisão do governo federal prejudica diretamente a população. “E eu pergunto, do que adianta a gente lutar pela instalação de mais unidades de saúde, se a gente não vai ter médico? Peço a ajuda de todos para revertermos esse cenário”, salientou o petista.

* Da Assessoria

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami