Rescaldo eleitoral: “Ressaca” da eleição na OAB pode ter sido o motivo da exoneração de João Paulo Setti

A fonte é quente e fidedigna.

Antes do Natal, o governador Gladson Cameli resolveu tornar sem efeito a nomeação de João Paulo Setti do cargo de procurador-geral do Estado.

A forma de exonerar causou desconforto.

Setti exigiu que no decreto de exoneração constasse o termo “a pedido”, para não manchar a trajetória do procurador na administração estadual.

Amigos do agora ex-procurador-geral dizem que ele pretendia entregar o cargo agora, no fim do ano.

Mas a exoneração não deixa de causar estranheza.

João Paulo Setti foi motivo de mais um round do ringue político montado em praça pública pelo governador e o seu vice Wherles Rocha.

Rocha, sob o pretexto de que Setti teria participação em uma chamada Máfia dos Precatórios, o exonerou quando esteve no exercício da governadoria.

Gladson tratou de retornar de uma improdutiva viagem à Europa para devolver o cargo ao seu assessor.

Mas o que teria mudado desde então?

O governador não iria dar razão ao seu desafeto.

O motivo foi outro.

Setti foi nomeado com a chancela do quase ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Érick Venâncio.

Venâncio ficou na terceira posição nas eleições da OAB, realizada em novembro. Perdeu para Rodrigo Aiache e para os votos brancos e nulo.

Venâncio credita boa parte da derrota à denúncia formulada pelo assessor do governador Edmar Monteriro sobre os precatórios.

Segundo a fonte, quando a Operação Ptolomeu foi deflagrada e bateu na porta da família Cameli, o governador foi ao telefone pedir socorro a Venâncio.

Teria ouvido a seguinte resposta, de acordo com a fonte: – Procure o seu assessor Edmar Monteiro.

Para piorar, Gladson não teria recebido um telefonema de João Paulo Setti.

O escritório de Venâncio é um dos mais respeitados e procurados no Estado. Teria atuado, inclusive, na defesa do cunhado do governador, o presidente da Assembleia Legislativa, Nicolau Júnior.

Ressaca dar muita dor de cabeça.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami