Repórter fotográfico Gleilson Miranda capta imagens do Rio Purus em Boca do Acre, onde a água conduz a vida e a alegria de um povo

Por Marcelo Torres

Distante há 244 km, de Rio Branco, a pacata cidade de Boca do Acre, que faz parte do estado do Amazonas é banhada por dois rios importantes: rios Acre e Purus.

O município começa a viver seu período mais intenso do ano, com as passagens das piracemas (momento em que os peixes sobem para a cabeceira dos rios para realizar sua reprodução).

O problema é que não há a menor fiscalização para evitar a pesca predatória.

Nesse período, há uma grande abundancia de peixes, animando os moradores locais e de cidades vizinhas.

Pacu, mandi, cascuda, tambaqui, entre outras espécies de peixes são achados com fartura.

Acalma cidade começa a se tornar movimentada com turistas que vão em busca do pescado e muitos aproveitam para se banharem nas águas do rio Purus.

Boca do Acre é famosa também por uma grande praia. que se forma as margens do rio Purus, no período do verão amazonico, entre os meses de junho a setembro, atraindo diversas famílias que vão em busca de diversão.

Rio Branco e Boca do Acre são unidos pela história, pois muitos filhos do vizinho amazonense buscam a capital acreana por melhores empregos e oportunidades.

Apesar de fazer parte do Amazonas, Boca do Acre está distante há mais de 1 mil km de Manaus e a rota principal para chegar na capital amazonense e fluvial, que leva vários dias até chegar o destino final, capital do Amazonas, com isso o Acre atende boa parte da população bocacrense como serviços de saúde.

O repórter fotográfico Gleilson Miranda captou belíssima imagens dos pescadores.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami