Raphael Bastos desmonta discurso de Cameli; não há rombo financeiro e Tião Viana deixou mais de R$ 1 bilhão em caixa

A partir da exoneração de Raphael Bastos do cargo de secretário de Planejamento, o governador Cameli terá que mudar o discurso.

Bastos desnudou o que o Portal do Rosas vem falando há muito tempo: não há rombo financeiro no Estado.

O suposto rombo foi criado pelo governador Cameli e a sua equipe para justificar a completa paralisação do Estado.

O agora ex-secretário também ratificou outra afirmação do Portal: o ex-governador Tião Viana deixou R$ 1,3 bilhão em caixa para Cameli investir.

“A minha defesa era o uso desse recurso, que ao término do governo Tião Viana, se falou que deixou em caixa mais de R$ 1 bilhão, que de fato era verdade. Na verdade, um dos grandes motivos é que eu quis usar esse R$ 1 bilhão, quis colocar isso na economia e o interesse não é esse”, revelou Bastos.

Em conversa por meio de WhatsApp com o editor do Portal do Rosas, Raphael Bastos revelou que o chamado núcleo duro do governo inventou uma suposta crise financeira.

O objetivo dessa crise inventada era desgastar a administração anterior e fazer caixa.

“Fui exonerado por não concordar. Querem vender um cenário de caos financeiro que não existe”.

Bastos ficou sabendo da demissão pela imprensa.

O seu padrinho político, deputado federal Alan Rick, foi informado da exoneração por mensagem de WhatsApp.

Além do R$ 1,3 bilhão deixado por Tião Viana, o governo de Cameli recebeu R$ 1.137.348.275,21 do Fundo de Participação dos Estados.

A média mensal de arrecadação própria é de R$ 114 milhões.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami