Nesta semana, a jovem Leany usou o facebook para denunciar a falta de medico em Porto Walter, distante 510 km da capital e com acesso somente por barco ou avião pequeno.

Segundo a jovem, sua irmã chegou ao hospital com sangramento no nariz e ouvido e não havia médicos de plantão.

“Para o nosso desespero não havia médico nem no hospital, nem no município. Ficamos desesperados, pois não havia o que fazer”, disse a jovem.

Laeny relata ainda que sua irmã foi socorrida por enfermeiros e técnicos de enfermagem que estavam de plantão. “Foram verdadeiros heróis mantendo a responsabilidade de governantes que não entendem que estão ou estiveram no poder, trabalhando em prol da população”.

Enquanto isso…

O eleito rapaz se preocupa com seu voo Brasília/Rio Branco e Rio Branco/municípios do interior. Pelo visto, nenhum parente aceitou trabalhar em um município isolado, o estado é calamitoso.

Por fim, a internauta destaca o trabalho e acompanhamento dos profissionais José Italo, Ellen Ketyli Almeida, Márcia, Anderson, Cláudio, Rosi e todos que ajudaram a socorrer sua irmã.

fonte: JuruáEmTempo

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami