Quem vazou? Delegado revela que houve vazamento de informações na primeira fase da Operação Parking

A novidade da segunda fase da Operação Parking, deflagrada hoje pela Polícia Civil não é o aprofundamento das investigações no Deracre.

Muito menos o afastamento do diretor do órgão em Cruzeiro do Sul, Antonio Luciano de Oliveira, e outros três funcionários.

Pela gravidade das acusações, não seria estranho se os acusados tivessem sido presos.

A novidade foi a declaração do delegado titular da Delegacia de Combate à Corrupção, Pedro Resende.

Resende declarou que a segunda etapa foi necessária porque houve vazamento de que seria feita a primeira fase da operação,

Frase do delegado: “Na primeira fase, ele tiveram ciência da operação e conseguiram obstruir a ação policial, escondendo provas e apagando  celulares. Por isso foi feita uma nova operação hoje para tentar recuperar essas provas”.

Vazamento de operações parece ter se tornado praxe.

Semana passada, o governador Gladson Cameli declarou que sabia com antecedência que a Polícia Federal iria deflagrar a Operação Ptolomeu.

Saber quem vazou deveria ser um dos focos da investigação.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami