Processo contra Ilderlei Cordeiro anda e prefeito pode ficar sem mandato

O sono do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro (PP), não sido dos melhores.

Em vez de contar cordeirinhos para dormir, o progressista deve estar fazendo uso de outro mecanismo para fugir do pesadelo que ronda os seus dias e noite.

Ilderlei Cordeiro pode perder o mandato em breve. Caminha para ser nesta semana.

O processo em que é acusado de comprar candidatos para lhe apoiar nas eleições de 2016 está vivo.

Todos os caminhos levam à cassação do prefeito e do seu vice, Zequinha Lima.

Nas eleições de 2016, quando ainda era protegidos do ex-prefeito Vagner Sales (PMDB), Cordeiro foi flagrado comprando candidaturas.

Todo o esquema foi gravado e filmado.

No primeiro instante, a juíza Adamárcia Machado mandou os autos ao arquivo.

Mas a decisão não prosperou.

Houve recurso.

O prefeito é acusado de abuso de poder econômico.

Na ação inicial, o MPE também pediu condenação para Vagner Sales, o vice-prefeito Zequinha Lima e o vereador Romário Tavares.

O pedido de cassação foi feito pelo PSDB.

O próprio presidente do partido, o hoje vice-governador Wherles Rocha, foi ao município à época conduzir o processo.

Atualmente, Rocha é aliado de Gladson Cameli, o amigo do prefeito Cordeiro.

Durante coletiva, naquele momento, o tucano declarou: “Corrupção é corrupção e não tem lado, nem cor partidária, bandido é bandido seja onde ele estiver e não vamos compactuar com isso”.

A palavra final será da Justiça.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami