Prefeitura de Rio Branco vacina pessoas em situação de rua

Uma equipe da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) de Rio Branco, chamada “Consultório de Rua”, saiu às ruas nessa terça-feira, 24, para vacinar pessoas que moram ou que estão em situação de rua contra o vírus da influenza, que causa um dos tipos mais comuns de gripe. Ao todo, foram cerca de 15 pessoas vacinadas na Praça da Revolução e na Praça do Memorial dos Autonomistas.

Essas pessoas, pelas condições em que vivem, também são consideradas do grupo de risco para as gripes e para o covid-19, doença causada pelo coronavírus que está causando pandemia que já afeta a capital acreana.

“Todos os nossos esforços estão voltados para a vacinação das pessoas do grupo de risco prioritário, que são os idosos e profissionais de saúde. Identificamos, porém, que essas pessoas em situação de rua se encaixam na qualificação de grupo de risco e, por isso, colocamos o programa Consultório na Rua para ir até eles oferecendo-lhes a vacina já nesta primeira fase da campanha de vacinação contra a influenza”, disse o secretário da Semsa, Oteniel Almeida.

A vacina contra a influenza não é eficaz contra o covid-19, mas, ao proteger contra a gripe, evita que as pessoas estejam com o organismo mais debilitado, o que facilitaria a ação do vírus no corpo humano. Além disso, também facilita a identificação de covid-19 ao se descartar o diagnóstico de gripe em casos suspeitos.

Oteniel lembrou que a Campanha Nacional de Vacinação deste ano foi antecipada justamente para ajudar no combate ao novo coronavírus. A primeira etapa da campanha teve início na segunda-feira, 23, com a Vacina no Carro e Vacina em Casa.

A Vacina no Carro é realizada no local onde funcionava o pátio de vistoria do Detran, na Avenida Nações Unidas, em frente ao 7º BEC. Já para a Vacina em Casa, as equipes estão tomando como base o cadastro dos Cras e estão percorrendo os abrigos em toda a cidade.

A Prefeitura de Rio Branco também disponibilizou o telefone 3224-4269 para atender chamados para vacinação de idosos que não estão cadastrados nos Cras.

A segunda etapa da campanha tem início no dia 16 de abril com a vacinação de doentes crônicos, professores (rede pública e privada) e profissionais das forças de segurança e salvamento.

A terceira etapa inicia no dia 9 de maio, com a vacinação de crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas com 55 a 59 anos, gestantes e até 45 dias após o parto, pessoas com deficiência, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami