Pleno TRT de Rondônia dá nova vitória a presidente da Fieac; apoiado pelo governador, João Salomão foi derrotado por 6 a 0

Acabou a esperança de João Salomão de reverter a eleição da Federação das Indústrias do Estado do Acre (Fieac).

Apoiado pelo governador Gladson Cameli, Salomão fez o uso de vários artifícios para derrotar o atual presidente, José Adriano, que fora legitimamente reconduzido para cumprir um segundo mandato.

Hoje, em Porto Velho, aconteceu o julgamento do mérito do mandado de segurança, que garantiu voto nas eleições da Fieac aos presidentes eleitos de cada sindicato.

A decisão contou com seis votos a favor e nem um contra, ratificando a decisão favorável a José Adriano.

Os desembargadores usaram os estatutos dos sindicatos para embasar a decisão.

Durante o processo eleitoral, membros da chapa de João Salomão teriam simulado assembleias sindicais sem previsão estatutária.

Nessas assembleias, em clara tentativa de burlar os estatutos, foram escolhidas outras pessoas, que não os presidentes, para votarem na eleição da Federação.

Tudo contando, segundo setores da imprensa, com o aval do governador.

Ocorre que as decisões das assembleias ilegais confrontaram com os estatutos.

Mesmo assim, com as atas das assembleias clandestinas, os apoiadores de Salomão ingressaram com ação na Justiça do Trabalho no Acre.

Obtiveram sucesso, mas a glória foi rápida.

Os presidentes que se sentiram prejudicados entraram com mandado de segurança no TRT em Porto Velho.

Os sindicatos vencedores foram os das Cerâmicas, dos Gráficos e das Confecções.

No primeiro julgamento, o grupo de Salomão foi derrotado por 7 a 0.

A vitória de hoje ratificou a decisão anterior.

Derrotado por tabela, Cameli não consegue dialogar com o setor industrial do Acre.

Prefere insistir numa birra prejudicial ao Estado, haja vista que a indústria está sofrendo com a paralisação do governo, deixando de gerar emprego e renda.

Cameli também acomodou, no governo, empresários e dirigentes sindicais que lhe apoiaram nesse processo.

Carlos Afonso Cypriano e Adelaide Fátima, presidentes dos sindicatos da Construção Civil e dos Madeireiros, respectivamente, ganharam a presidência e a vice-presidência da Junta Comercial do Acre.

Resta saber o que fará com João Salomão.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami