PF também investigou contrato do Enem no governo Bolsonaro

Eduardo Militão

Do UOL, em Brasília

Contrato do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) firmado durante o governo de Jair Bolsonaro (PL) também foi investigado pela Operação Bancarrota, deflagrada na semana passada pela PF (Polícia Federal). A ação apura possíveis irregularidades em negociações para a impressão de provas.

Na primeira versão do comunicado à imprensa, a PF informou inicialmente que os contratos iam de 2010 a 2018 —período dos governos de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (MDB). O valor divulgado, porém, era maior do que o referente ao período.

A ausência da gestão Bolsonaro no comunicado foi comemorada por políticos bolsonaristas. Nas redes sociais, eles criticaram a corrupção dos outros governos, citando justamente o período informado pela PF:

Depois da deflagração da operação, na terça-feira (7), e durante esta semana, a Polícia Federal confirmou que investiga também contratos feitos pela empresa Valid, firmados já na gestão do atual presidente. “O contrato de 2019 também está sob investigação”, informou a assessoria da PF ao UOL.

O comunicado no site da PF foi atualizado para incluir a apuração em negócios realizados na atual gestão somente no fim da tarde de sexta-feira (10), após a reportagem voltar a questionar a assessoria de imprensa da corporação. O comunicado da CGU (Controladoria Geral da União) permanece sem atualização.

Veja a matéria completa aqui.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami