Perpétua Almeida diz que seis meses dos governos Bolsonaro e Gladson parecem fim de festa

Em coletiva realizada nesta segunda-feira, 01, a deputada federal, Perpétua Almeida, declarou que, além da falta de um projeto de desenvolvimento para o Acre, que retome os empregos, o governo Gladson está perdido em disputas internas.

“Eu olho e não sei quem manda. É o governador quem manda? Ou é o vice governador? Eles brigam tanto, que até a deputada federal, irmã do vice governador, já abandonou o governo. Você olha e se pergunta: esse governo está no final? Parece mais um governo de fim de festa! Eles começaram o governo pelo final.”

Perpétua Almeida foi eleita deputada federal pelo PCdoB, Partido Comunista do Brasil, com 18.374 votos totalizados, 4,32% do geral.

A parlamentar organizou um café da manhã com jornalistas nesta segunda-feira (1), em Rio Branco, para apresentar o escritório do gabinete no Acre e para falar do primeiro semestre de mandato e dos seis primeiros meses dos governos do presidente Bolsonaro e do governador Gladson Cameli.

Na coletiva, ela criticou a atuação do governo local e destacou a piora em áreas prioritárias, como segurança e saúde. “Havia toda uma expectativa em relação ao governo eleito. Mas o que mais escuto do povo é que está tudo pior. Aumentou o desemprego, a violência e os doentes estão abandonados pela saúde. Enquanto isso, o governo está discutindo se vai ter um jatinho para o governador andar”, ressaltou a parlamentar.

Foi apresentado um balanço do primeiro semestre do mandato. Perpetua destacou o Projeto de Lei que garante a anistia das dívidas do FIES; o desempenho nas comissões de Defesa do Consumidor e Segurança Pública, além dos embates e da luta para não aprovar uma Reforma da Previdência que acaba com o sonho de uma aposentadoria digna. Perpétua travou uma luta na Comissão pra não deixar o BPC (mais conhecido como benefício do FUNRURAL), cair de um salário mínimo para apenas R$ 400,00, como queria o governo.

A deputada irá destinar metade de suas emendas para Programa de Saúde da Mulher dos municípios. “Tem mulher morrendo na fila de espera para retirar um mioma do útero e até agora o governo não repôs os mais de 100 médicos que saíram com o quase fim do Programa Mais Médicos”.

GOVERNOS DA FRENTE POPULAR

A deputada ainda lançou um desafio sobre a avaliação da atual gestão. “Nacionalmente a imprensa já mostrou que os 6 primeiros meses do governo Bolsonaro são piores do que todos os outros seis primeiros governos no Brasil desde o FHC. Eu desafio a imprensa no Acre a fazer o mesmo levantamento aqui e comparar, porque já dá pra sentir, que os seis primeiros meses do Gladson também são piores do que os seis primeiros meses de qualquer um dos governos da Frente Popular”.

TWITTEIRO INGRATO

A parlamentar também criticou a atuação do governo federal. “É um governo que passa o dia no Twitter fomentando desavenças. E é ingrato com o Acre que lhe deu a maior votação. Cortou dinheiro da única universidade federal, retirou 100 médicos do Estado e tem um Ministro da Justiça e Segurança, que já foi 3 vezes aos Estados Unidos, mas não veio olhar a fronteira do Acre, por onde passam armas e drogas diariamente abastecendo as disputas das facções no Estado”, declarou.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami