Para afrontar Rocha, Gladson pode entregar Seguranca Pública a Ulisses Araújo

Para afrontar Rocha, Gladson pode entregar Seguranca Pública a Ulisses Araújo

A nomeação do advogado Ribamar Trindade para o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado vai obrigar Gladson Cameli a encontrar um novo chefe da Casa Civil.

Segundo fonte palaciana, o governador estaria refletindo sobre a possibilidade de remanejar o secretário de Seguranca Pública, Paulo Cezar Rocha, para a função estratégica.

Para a função exercida pelo secretário, Cameli tomaria uma decisão que seria considerada como uma afronta ao vice-governador Wherles Rocha: a nomeação do ex-comandante da Polícia Militar Ulisses Araújo.

Exonerado do comando da corporação em julho deste ano, Araújo é desafeto declarado do vice-governador. Os dois já travaram diversos debates públicos, com agressões verbais mútuas.

Há cerca de duas semanas, Ulisses Araújo, que concorreu ao governo nas eleições de 2018 pelo PSL, recentemente entrou na campanha da prefeita Socorro Neri, que é apoiada pelo governador.

Durante a campanha há dois anos, Gladson declarou que a pasta da Segurança Pública seria comandada por Rocha, que foi chamado de especialista.

Veja o vídeo:

Leonildo Rosas

Related Posts

Educação de Cruzeiro do Sul mostra como Marcio Bittar deve ser tratado por  chamar professores de privilegiados

Educação de Cruzeiro do Sul mostra como Marcio Bittar deve ser tratado por chamar professores de privilegiados

Não foi por bom senso: Gladson recua nas pinturas de prédios e espaços público por medo de ações judiciais

Não foi por bom senso: Gladson recua nas pinturas de prédios e espaços público por medo de ações judiciais

Empresas de primos do governador faturam R$ 36 milhões para duplicar  estrada do aeroporto de Cruzeiro do Sul

Empresas de primos do governador faturam R$ 36 milhões para duplicar estrada do aeroporto de Cruzeiro do Sul

Preso pela PF em operação no Amazonas, empresário acreano se dizia nas redes sociais contra a corrupção

Preso pela PF em operação no Amazonas, empresário acreano se dizia nas redes sociais contra a corrupção

No Comment

Deixe uma resposta