Paciente com leucemia pode ir a óbito por falta de medicamentos no Hospital do Câncer

Neste instante, um paciente internado no leito A do Unacon corre o risco de ir a óbito.

Ele tem Leucemia Mieloide Aguda (LMA) e não pode ser transferido para tratamento fora do domicílio.

LMA é um câncer/cancro da linha mieloide dos glóbulos brancos que se caracteriza pela rápida proliferação de células anormais e malignas – os blastos – que não amadurecem, não desempenham sua função e ainda se acumulam na medula óssea.

O motivo do risco de morte é porque falta o medicamento Venasoid tretinoína.

Segundo fonte do Portal, o governo tentou fazer licitação, mas deu deserto.

Falta de medicamentos tem sido constante na rede pública de Saúde.

Mesmo estando sob estado de calamidade, os gestores não conseguem fazer as aquisições.

Nesses casos, quando a licitação da deserta, o jurídico costuma abrir precedente pra compra direta.

Justifica-se a especificidade e a urgência da demanda.

Se não tomar as providências, os responsáveis podem ser acionados na Justiça por crime contra a vida.

O nome do paciente não foi revelado a pedido da família.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami