Organizações criminosas determinam quem pode matricular filhos nas creches

Os nomes são fictícios.

Mas vamos supor que João mora no bairro A e quer matricular o seu filho Murilo para estudar na creche do bairro B. João certamente terá problemas, se o bairro em que mora for dominado por uma facção rival do bairro em que pretende deixar o filho.

A situação está assim, segundo fonte do Portal do Rosas.

Chegou à nossa redação a seguinte mensagem: “Faz uma matéria sobre a violência. Onde tem bairro que tem creche, a facção que comanda o bairro vai no local e proíbe que pessoas de outros bairros que sejam comandados por facção rival frequentarem aquela creche”.

Segundo a fonte, que por segurança não quis se identificar, as organizações criminosas estão proibindo que crianças sejam matriculadas em creches que são localizadas em regiões comandadas por outras facções.

“Um conhecido meu disse que foi matricular o filho na creche, mas teve que dizer que morava em outro bairro, se não a facção não autorizava”.

As organizações criminosas estariam, de acordo com o relato, fazendo o maior terrorismo com os pais, que precisam trabalhar e deixar as crianças.
Arrogante, o governador e o seu vice disseram que resolveriam o problema da segurança em 10 dias. Esse prazo já foi multiplicado por 10 e a sensação de insegurança só aumenta.

Há uma crise instalada na cúpula da Segurança Pública. As policias Militar e Civil se tratam como adversárias. Acabaram-se as ações de Inteligência, que culminavam com prisões de dezenas de criminosos.

Enquanto as fronteiras acreanas, cerca de dois mil quilômetros permanecerem abertas, a tendência é a situação se agravar.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami