O papa manda recado: político cego não pode guiar povo cego

O papa Francisco é considerado por muitos um dos líderes mais progressistas da nossa contemporaneidade. Eleito pelo conclave de 2013, o pontífice sempre deu declarações criticadas por religiosos e conservadores. As posições progressistas dizem respeito a temas como aborto, homossexualidade e divórcio.

Nesta semana o Papa manteve sua popularidade, declarando na praça São Pedro, que líderes como políticos, pastores, autoridades públicas, professores e até mesmo os pais, precisam “ter sabedoria para guiar alguém porque, caso contrário, correm risco de causar danos às pessoas que confiam neles”. “Pode um homem cego guiar outro cego?”, questionou o Pontífice.

Após esse preâmbulo, estaria o Papa falando do governo do rapaz? Se sim ou se não o que vale é que tal sermão lhe cabe por completo, vide as secretarias que ainda não funcionam por falta de visão ou sabedoria. O que fica é o dano de quem lhe confiou as rédeas do estado.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami