Por Carioca Nepomuceno*

O futebol é uma das marcas da minha biografia e o Rio Branco é o clube do meu coração. Lá, por sete anos, eu defendi a glória do Estrelão.

Muito além de ser um clube de tradição, o Rio Branco Futebol Clebe é um patrimônio do povo dessa terra. Aquele pelo qual os acreanos mais torceram, em razão de ter chegado mais longe nas disputas nacionais.

A noticia da contratação do feminicída Bruno, ex goleiro do Flamengo, manchará a imagem do Rio Branco para todo o sempre, um grande titulo ao contrário, uma espécie de 7 X 1 na sociedade acreana. Por quê?

Não há debate possível sobre um novo padrão civilizatorio que não ponha em relevo a questão de gênero.

A luta contra o patriarcalismo tem crescido no Brasil, mas ainda está longe de atingir um patamar desejável.

O Acre ocupa uma vergonhosa posição quando o assunto é violência contra a mulher. O Bruno personifica o que a sociedade gerou de mais ignóbil contra a igualdade e a liberdade da Mulher.

Mas muitos patriarcas lutam contra a emancipação, o Bruno luta contra a vida.

É por essa razão que eu me manifesto publicamente contra a contratação do feminicida, Bruno. Para que o Rio Branco continue sendo uma referência positiva dentro e fora do campo.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami