O Arquivo do Façanha: Juventus, o Clube do Povo, completa 55 anos de fundação longe das competições

Arquivo do Façanha deste domingo traz imagens do Atlético Clube Juventus, que nesta segunda-feira completa 55 anos de história.
Trata-se de um dos clubes épicos e recheado de craques lendários do futebol acreano.


O Atlético Clube Juventus foi fundado no ano de 1966, dois anos após o Golpe Militar de 1964, mas está afastado dos gramados desde 2014.
Nascido pelas mãos de Elias Mansour Simão Filho, José Aníbal Tinôco, padres Antônio Aneri e Mário, Dinah Gadelha Dias, Valter Félix de Souza (Té), Iolanda Souza e Silva, Dona Hilda e o meia-atacante Touca, o Juventus iniciou sua construção, conforme relatos escritos numa crônica do jornalista Francisco Pinheiro “Dandão”.


Em meados da década de 1960, sabe-se lá por qual razão, foi criado, por vários meninos bons de bola que estudavam no Colégio dos Padres, rum time de futebol.

O bom retrospecto conquistado durante junho de 1965 a janeiro de 1966, inclusive, durante algumas excursões realizadas pelo interior acreano e a cidade de Boca do Acre-AM, culminou com a ideia de fundar um clube para disputar as competições oficiais organizadas pela extinta Federação Acreana de Desportos (FAD).


Portanto, assim, neste cenário, surgia no sul da Amazônia o Atlético Clube Juventus, clube que coleciona 14 títulos estaduais (1966, 1969, 1975, 1976, 1978, 1980, 1981, 1982, 1984, 1989, 1990, 1995, 1996 e 2009) e duas edições do Copão da Amazônia (1981/1982).


Entre os grandes craques do Clube do Povo podemos citar três nomes que se destacaram fora do estado. A lista começa com José Augusto, passa pelo maestro Dadão e fecha com o goleiro Weverton Pereira, escolhido o melhor goleiro do Campeonato Brasileiro 2020.


Outros nomes que merecem respeito e o carinho do torcedor juventino pelo belíssimo futebol apresentado são: Touca, Tinoco, Emilson Brasil, Mauro, Mustafa, Neórico e Antônio Maria, Milton, Deca, Mariceudo, Paulinho Rosas, Carlinhos Bonamigo, Julião, João Carneiro, Nemetala, Pope, Paulão, Duda, Roberto Pitola, Julião, Nostradamus entre outros.


Veja um pouco da história do Clube da Povo em imagens do Arquivo do Façanha, editor do site Na Marca da Cal.

Juventus (juvenil – 1982. Em pé, da esquerda para a direita: Sandro, Heleno, Jorge, Raimundo, Fran, Altair e Zito. Agachados: Robertinho, Antônio Júlio, Léo Rosas, Casquinha e Edinho. Foto/Acervo Celso Ronaldo.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami