Nomeados no governo e no Senado, dirigentes da Ameacre têm dificuldades para mobilizar fiéis na Marcha para Jesus

É grande a expectativa para saber o volume de participantes presentes na Marcha para Jesus.

Será daqui a pouco.

Tudo porque os dirigentes da Associação dos Missionários do Acre (Ameacre) deixaram os ensinamentos bíblicos de lado para orar na Bíblia do poder.

Vendo o presidente Paulo Machado e Reginaldo Ferreira abençoados no governo, bem como Ildson Viana no Senado, vários pastores decidiram não dizer amém.

“A marcha é para Jesus, mas esses irmãos estão construindo a salvação aqui na terra”, reclamou um dos pastores insatisfeitos.

Tradicional, em anos anteriores, o evento liderado por evangélicos reúne em torno de 50 mil pessoas.

O desafio é manter a média.

Uma fonte da coluna revelou que os organizadores contam com o reforço do pastor Agostinho Gonçalves, que é liderança no meio evangélico.

Agostinho Gonçalves defendia a candidatura do petista Marcus Alexandre ao governo. E foi até o fim, sem abandonar o barco.

A Marcha para Jesus será hoje, a partir das 16 horas, com concentração no Calçadão da Gameleira.

É preciso ter muita fé.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami