Não era do vera: Gladson Cameli nega à Vanda Milani que tenha pedido que pré-candidatos ao Senado entreguem os cargos no governo

Vanda Milani foi a primeira aliada de Gladson Cameli a entregar os cargos ao governador Gladson Cameli.

Ao ler matéria publicada em site local, a deputada federal do PROS, que é pré-candidata ao Senado, telefonou a Cameli dizendo que ele poderia providenciar as exonerações.

Para a surpresa da deputada, o governador disse que jamais iria pedir para os pré-candidatos entregarem os cargos.

Falou também que a imprensa entendeu errado as suas palavras.

Vamos entender.

Por meio da imprensa, Gladson disse que daria o prazo até hoje para o paiol de pré-candidatos se decidissem.

Como não há líder e ninguém está com disposição de abrir mão das suas pretensões, Cameli foi novamente à imprensa ameaçar, chantagear.

Usando o site mais bem pago pelo seu governo, o rapaz declarou que iria determinar ao chefe da Casa Civil, Rômulo Grandidier, que fizesse reunião com os presidentes do Solidariedade, MDB, DEM, PSL e do Progressista.

O objetivo da reunião: que os partidos entre entreguem os cargos na estrutura do governo.

“Vou pedir ao Rômulo que se reúna com os partidos e quem não se decidiu que coloque os cargos a disposição, o que eu não posso fazer é deixar minha candidatura, já que eles não se unem para me ajudar, eu vou me dedicar a minha campanha”, declarou.

Gladson Cameli não é levado a sério e pessoas como a deputada Vanda Milani sabe como tratá-lo.

Segundo fonte, os demais dirigentes partidários riram da declaração de Cameli.

“Ele não aguenta pressão, disse um dirigente.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami