Mulher de secretário de Articulação denuncia: Primo do governador morreu por caos na Saúde

A deputada Antônia Sales (MDB) foi ao microfone da Aleac para apontar responsabilidade pela morte do cidadão Paulo César Messias Sales: a falta de investimento na saúde pública.

A crítica não parte de uma enfurecida oposicionista. Antônia Sales, além de deputada, é esposa do secretário de articulação do governo, Vagner Sales.

O senhor, que veio a óbito por falta de um procedimento cardíaco chamado cateterismo, é primo do governador e de Vagner Sales.

Era morador de Porto Walter, município que está sem médico para atender à população desde o início do ano.

Segundo a esposa do secretário, as pessoas estão esperando para ver quem morre primeiro. “Um absurdo que não tenham resolvido esta questão da dívida e que uma vida tenha sido ceifada”, lamentou.

Os procedimentos de cirurgias cardíacas foram suspenso e vêm causando revolta às pessoas que deles precisam.

Semana passada, o cidadão Francisco Cavalcante se acorrentou em frente ao Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco para chamar a atenção das autoridades sobre a necessidade de ser feito um cateterismo no seu pai.

Até dezembro de 2010, os procedimentos dessa natureza não eram realizados no serviço público do Acre.

Na administração de Tião Viana foram feitos mais de oito mil procedimentos cirúrgicos de coração. Com um investimento superior a R$ 23 milhões.

A Saúde acreana está em colapso. O governador decretou estado de calamidade.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami