“Muitos não resistirão à essa medida extrema”, prevê presidente da Associação Comercial

O presidente da Associação Comercial do Acre (Acisa), Celestino Bento, prevê um futuro de terra arrasada, depois das medidas adotadas pelo governo do Estado para conter a propagação do coronavírus.

Em publicação no Facebook, Bento diz que muitos empresários não existirão às medidas extremas e faz um apelo pela garantia dos empregos, embora admitia que isso será difícil.

“A situação chegou em um ponto de encruzilhada, e matar a doença representa também matar a economia”, escreveu.

Veja a publicação

Covid-19 e a economia: o mundo parou para proteger a saúde pública

Estamos atravessando a maior crise dos últimos tempos. Nosso povo vem sofrendo apreensivo, sem saber o que fazer, pois nunca passou pela cabeça que enfrentaríamos algo desta natureza. A situação chegou em um ponto de encruzilhada, e matar a doença representa também matar a economia.

Hoje, 20 de março, o Governo do Acre decretou o fechamento do comércio, excluindo atividades essenciais à vida. Uma medida rigorosa, drástica, talvez tão feroz quanto o próprio coronavírus.

A partir deste decreto, nossos empreendimentos estarão fechados. Nosso orgulho, nossa história, nosso legado, nossa vida, em resumo, o sustento de muitos.

Muitos não resistirão a essa medida extrema, pois já sofremos durante 5 anos enfrentando uma crise que até hoje, tinha tudo para ser a maior da história do país. Batemos nosso próprio recorde.

Este é o momento que clamamos por sabedoria, e nos manter com fé, esperançosos, é uma saída para tentar superar este momento. Sabemos o quão difícil é para todos, mas, é necessário paciência e esperança, para que logo possamos voltar a gerar emprego e renda em nosso estado.

Desejamos a todos os micro, pequenos, médios e grandes comerciantes, bençãos divinas, pois nossa categoria está sem chão neste momento. Mas não podemos desistir, temos que lutar, pois somos fortes, e somos o motor de sustento deste país!

Aos que tem condições fazemos um apelo, que mantenham os salários de seus funcionários, mesmo sendo muito difícil, pois estes serão os maiores prejudicados, necessitando comer, beber e manter o mínimo de dignidade nesse momento.

Unidos, vamos lutar para defender todos os comerciantes do Acre. Esta continua sendo nossa missão.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami