Moro trabalha para bilionário israelense investigado por corrupção, denuncia o Intercept

Moro trabalha para bilionário israelense investigado por corrupção, denuncia o Intercept

Benjamin “Beny” Steinmetz, defendido pelo ex-juiz Sergio Moro, é investigado por suspeitas de corromper governantes, lavar dinheiro, sonegar impostos e violar direitos humanos e leis ambientais

247 – Ex-juiz da Lava Jato, ex-ministro de Jair Bolsonaro e suposto símbolo de combate à corrupção, Sergio Moro está trabalhando para um bilionário de Israel investigado por suspeitas de corromper governantes, lavar dinheiro, sonegar impostos e violar direitos humanos e leis ambientais, de acordo com revelação do site Intercept Brasil.

Benjamin “Beny” Steinmetz, cliente de Moro, atua na área de mineração e já foi preso na Suíça e Israel e investigado pelo FBI. 

O serviço de Moro, requisitado pelo próprio bilionário, consiste na elaboração de um parecer jurídico, que, segundo o Intercept, trata-se de “um diagnóstico sobre uma questão legal ou do direito, das provas existentes num caso e das leis sob as quais ele será avaliado”. O parecer elaborado por Moro lhe renderá R$ 750 mil.

O ex-ministro ainda fará mais dois pareceres, mas os clientes estão sob sigilo.

Leonildo Rosas

Related Posts

Após ser afastado do cargo, auditor do TCU confessa que pai militar repassou dados falsos a Bolsonaro

Após ser afastado do cargo, auditor do TCU confessa que pai militar repassou dados falsos a Bolsonaro

A exemplo de outros partidos, PP nega filiação a Bolsonaro

A exemplo de outros partidos, PP nega filiação a Bolsonaro

Só piora: Flávio Bolsonaro revela que Silas Malafaia foi o grande conselheiro de seu pai na pandemia

Só piora: Flávio Bolsonaro revela que Silas Malafaia foi o grande conselheiro de seu pai na pandemia

Pazuello é um general milionário com grandes negócios no Amazonas

Pazuello é um general milionário com grandes negócios no Amazonas

No Comment

Deixe uma resposta