Mônica Kanaan pode pedir para sair do comando da Sesacre, segundo fonte palaciana

Fonte palaciana dá como certo mais um desfalque na equipe de Gladson Cameli.

A médica Mônica Kanaan, segundo a fonte, estaria disposta a entregar o cargo de secretária de Estado de Saúde.

O motivo: prometeram muita coisa, mas não entregaram quase nada.

Ela também estaria sendo fritada por aliados do governo e do governador, sem ter a devida proteção do chefe.

Kanaan teria dito que “não precisava estar passado pela situação em que se encontra”.

Desde que assumiu, no início de junho, a médica não conseguiu dar as respostas que a sociedade exige.

Recentemente deu uma declaração desastrada, quando afirmou que os 80% dos servidores que não querem trabalhar seriam “dizimados”.

Como não confia nos nativas, para compor a sua equipe, trouxe dois coronéis reformados do Exército, mas um deles já abandonou a tropa.

Nomeado como secretário adjunto Executivo – Administrativo, Orçamento e Finanças, Wagner Mattos de Moraes teria retornado a Minas Gerais.

Há informações, porém, que teria ido apenas buscar a família. É caso de esperar os próximos passos.

A pressão sob Kanaan é grande.

O Sindicato dos Trabalhadores em Saúde anuncia uma grande greve no início de agosto.

Resta saber se ela estará à frente da pasta até lá.

A secretária, segundo fonte, iria ontem à noite a Brasília, onde tem residência. Mas levou uma “chamada” do chefe e ficou por aqui mesmo.

Foto: Sérgio Vale.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami