Membros do Ministério Público de Contas defendem a nomeação de Maria de Jesus como conselheira do TCE

Os quatro procuradores do Ministério Público de Contas resolveram se pronunciar sobre o preenchimento da vaga no Tribunal de Contas do Estado (TCE), que ficou vaga após o falecimento do conselheiro José Augusto Araújo de Faria, ocorrida no dia 12 de julho.

O preenchimento da vaga seria da auditora Maria de Jesus Carvalho de Souza, mas foi criada uma polêmica por ela ter completado 65 anos de idade.

A direção do TCE enviou o nome para ser aprovado na Assembleia Legislativa é nomeado pelo governador Gladson Cameli.

O Ministério Público do Estado recomenda que a nomeação não ocorra.

Em nota, o Ministério Público de Contas defende a nomeação, conforme determina a Constituição da República.

Veja a nota:

Nota Pública

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami