Maioria das cédulas apreendidas na casa do cunhado de Gladson foi sacada na Caixa Econômica Federal, banco pagador da Aleac

Maioria das cédulas apreendidas na casa do cunhado de Gladson foi sacada na Caixa Econômica Federal, banco pagador da Aleac

Nunca foi tão fácil achar a origem do dinheiro apreendido na casa do presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), Nicolau Júnior (Progressistas).

Basta seguir os rastros deixados pelo dinheiro até chegar aos cofre existente na casa do cunhado do governador Gladson Cameli.

Em nota, Lalau Júnior diz que os mais de R$ 120 mil apreendidos têm origem lícita e são resultado das suas atividades empresariais.

Ninguém pode ser condenado sem o devido processo legal.

Mas o trabalho dos meus investigadores está facilitado pelas evidências.

A maioria dos maços de cédulas tem a marca da Caixa Econômica Federal, banco pagador dos funcionários da Aleac.

Esta semana, os servidores receberam o décimo terceiro antecipado. Lalau Júnior aniversariou e disse que o presente era dos trabalhadores.

Bem: vem pra Caixa você também, vem!!!

Leonildo Rosas

Related Posts

Sindicalistas da Saúde empossam palhaço Peteleco como governo e o levam para a mesa de negociação com o governo

Sindicalistas da Saúde empossam palhaço Peteleco como governo e o levam para a mesa de negociação com o governo

Pega na mentira: Após dizer que tinha R$ 113 milhões em caixa, Gladson fala em tirar R$ 50 milhões da obra do centro administrativo para comprar vacina

Pega na mentira: Após dizer que tinha R$ 113 milhões em caixa, Gladson fala em tirar R$ 50 milhões da obra do centro administrativo para comprar vacina

Suposta empresa chinesa que comprou a ZPE não pagou a primeira parcela do acordo comercial e pede mais prazo para honrar compromisso

Suposta empresa chinesa que comprou a ZPE não pagou a primeira parcela do acordo comercial e pede mais prazo para honrar compromisso

Sebastião Salgado se junta à luta do povo Ashaninka do Acre contra estradas na Amazônia

Sebastião Salgado se junta à luta do povo Ashaninka do Acre contra estradas na Amazônia

No Comment

Deixe uma resposta