Leo de Brito acompanha situação de imigrantes em Assis Brasil e busca solução diplomática para a crise humanitária

O deputado federal Leo de Brito (PT-AC) esteve no município de Assis Brasil, nesta terça-feira, 2, para acompanhar a situação dos imigrantes que estão na fronteira do Brasil com o Peru há cerca de um mês, impedidos de seguir viagem em razão da pandemia do coronavírus.

O parlamentar acreano se reuniu com o prefeito de Assis Brasil, Jerry Correia, que apresentou as medidas adotadas pelo município em apoio aos imigrantes. Cerca de 300 pessoas estão no abrigo montado pela Prefeitura na escola Iriscélia Cabanellas Zaninni, os demais seguem alojados em barracas na Ponte da Integração.

Leo de Brito vem acompanhando a crise humanitária em Assis Brasil desde o início, participou de reunião com parlamentares acreanos e o Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, onde cobrou a intervenção do governo federal no município.

“A situação é muito grave, são crianças, mulheres, algumas inclusive grávidas e homens em condições de extrema vulnerabilidade, sobretudo agora com o agravamento da pandemia. O governo federal precisa cumprir seu papel e adotar medidas urgentes para resolver essa situação, a gestão municipal não aguenta gerenciar esse problema sozinha”, advertiu o deputado.

Alternativas para solucionar a situação

Uma das alternativas apontadas pelo deputado Leo de Brito para solucionar o problema, é a criação de um corredor até o Equador, onde a fronteira está aberta, para a passagem dos imigrantes.

“Mantive contato com o embaixador do Equador, Diego Antonio Rivandeira Espinosa, para tratativas sobre a possibilidade da passagem desses imigrantes via Equador, tive a informação de que a fronteira está aberta. Vou oficiar o Ministério das Relações Exteriores e sugerir esse caminho. Outra solução que avalio ser viável, seria o governo federal disponibilizar aeronaves da Força Aérea Brasileira para transportar esses imigrantes em segurança, é preciso reconhecer a gravidade da situação e ter boa vontade para resolver o problema”, finalizou Leo de Brito.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami