José Bestene não entendeu que é o próprio governador Cameli quem está se afastando dele; deputado pensa que Kanaan age sozinha

José Bestene é um político experiente. Vive no ramo há anos, com e sem mandato.

No seu círculo mais íntimo, o deputado deixa escapar que se considera o mentor do projeto que levou o senador Gladson Cameli ao governo do Estado.

Bestene é vaidoso.

E estão bulindo justamente com a sua vaidade.

Quase sempre comedido, o sexagenário parlamentar soltou o verbo contra a secretária de Saúde, Mônica Kanaan.

Declarou que não serão os “parasitas” que lhe afastarão do governador.

Fez crítica, com razão, ao medo que se instalou com a militarização da Saúde. O tratamento tem sido na ponta do coturno.

Bestene queria ser secretário, mas não foi convidado.

Disse, com todas as letras, que a secretária de Saúde está mentindo ao governador sobre o Sistema Único de Saúde (SUS). E os seus argumentos são verdadeiros.

Nada é em vão na política.

Com a virulência, o deputado tenta proteger o seu apadrinhado Lúcio Brasil na presidência da Fundhacre.

Na Fundhacre é onde ainda não houve a “desbestenização” da Saúde. Mas Kanaan tem se esforçado para fazer isso.

Brasil não está acima de todos. Vive na berlinda. É alvo de ataque público do próprio governador.

Não há demonstração maior de fraqueza de um líder do que viver fazendo reprimendas públicas aos seus liderados.

Cameli é fraco. Como não tem capacidade de liderar, vive dando esporro público em membros da sua equipe.

Mas voltando a Bestene e à disputa interna no governo, que se agiganta. Ele percebeu que há um forte movimento para lhe isolar. E chegou ao limite.

Para não viver isolado, resolveu partir pra cima sem bater, ainda,direto no governador.

Mas esse dia chegará.

Bestene atirou na secretária Kanaan. Deu tiro errado. O alvo deveria ser Gladson Cameli.

Gladson Cameli se afastou de Bestene desde o início do governo.

Nomeou o sobrinho Alysson Bestene secretário justamente porque sabia que o deputado queria comandar a pasta.

Quando chamou Kanaan para comandar a Saúde, o governador disse que queria “despolitizar” o sistema.

O político que dava as cartas era José Bestene.

Essa disputa está só começando. É bom tapar o nariz. O fedor não será de parasitas.

Foto: Sérgio Vale.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami