Jenilson cobra explicação de Gladson Cameli por terceirizar a Saúde

Jenilson cobra explicação de Gladson Cameli por terceirizar a Saúde

O deputado estadual Jenilson Leite ( PSB), vice-presidente da ALEAC e membro da Comissão de Saúde, vai pedir explicação ao governador Gladson Cameli ( Progressistas) sobre a contratação do Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar (IBGH), que por conseguinte, contratou a Mediall Brasil Gestão em Saúde, para atuar no Instituto de Traumatologia e Ortopedia ( INTO). Tudo isso ocorreu sem licitação e sem aval do poder legislativo.
“O SUS e sua facilidade de comando único é que está salvando as pessoas no meio da pandemia e não o setor terceirizado, é estranho o governador aproveita um momento de crise para implantar a terceirização da saúde no Acre , sem respeitar os exemplos dos países onde não existe SUS e sem o aval da ALEAC”, afirma o deputado.

Jenilson lembra que o governador já tinha tentado implantar quando importou Mônica Feres e os coronéis de Brasília, contudo, não teve força política naquele momento.

Os profissionais contratados pela Mediall vão atuar na linha de frente ao combate ao Covid-19.

Na próxima sessão, o parlamentar vai apresentar um requerimento cobrando explicação do executivo.

Veja a denúncia feita pelo Portal aqui.

Leonildo Rosas

Related Posts

PT, PSB, PCdoB, PSOL e PV fazem reunião para iniciar diálogo rumo  às eleições de 2022

PT, PSB, PCdoB, PSOL e PV fazem reunião para iniciar diálogo rumo às eleições de 2022

Sindicalistas da Saúde empossam palhaço Peteleco como governo e o levam para a mesa de negociação com o governo

Sindicalistas da Saúde empossam palhaço Peteleco como governo e o levam para a mesa de negociação com o governo

Falta de palavra do governador é empecilho para acordo com servidores da Saúde e da Educação

Falta de palavra do governador é empecilho para acordo com servidores da Saúde e da Educação

Edvaldo Magalhães volta a cobrar rapidez do governo na sanção de lei que visa contratação de médicos formados no exterior

Edvaldo Magalhães volta a cobrar rapidez do governo na sanção de lei que visa contratação de médicos formados no exterior

No Comment

Deixe uma resposta