Imagens mostram Thiago Caetano isolado e desamparado ao lado do Palácio Rio Branco

Dizem que uma imagem vale mais do que mil palavras.

No caso são várias fotografias que revelam o quanto o engenheiro sem obras Thiago Caetano saiu desprestigiado do governo Gladson Cameli.

Cabisbaixo, Caetano foi fotografado ao lado do Palácio Rio Branco.

Era o retrato da desolação de um homem que assumiu com o status de supersecretário.

Sem dar as respostas, Caetano viu o seu poder desidratar. De super passou a ser um secretário do segundo time.

Thiago Caetano trouxe a Murano Construções para dentro da administração Gladson Cameli em circunstâncias misteriosas.

As relações estão sendo investigadas.

Caetano, como superintendente do Dnit, fez muitos processos da construção da BR-364 acelerarem para tentar prejudicar o petista Marcus Alexandre.

O resultado de tanta aceleração foi que as empresas da família Cameli foram notificadas para devolver mais de R$ 150 milhões ao erário.

Não se sabe incentivado por quem, o engenheiro andou sonhando em ser candidato a prefeito de Rio Branco com o aval do Palácio Rio Branco.

Ficou só.

Parece estar mais perdido do que cachorro quando cai de caminhão de mudanças.

Longe do cargo não se elege vereador em Santa Rosa do Purus.

Deve perder até apoio do açougueiro Rui Birico, que não irá cortar na própria carne para defender a quem não manda mais em nada.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami