Huerb inicia fim de semana sem ortopedista de plantão; serviço é o mais procurado na unidade de saúde

Melhor a população não precisar do serviço de traumato-ortopedia no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb).

É proibido se quebrar.

Em um estado em que o próprio governador determinou o fim da fiscalização de trânsito eletrônica, os acidentes com traumas, principalmente com motos, são diários.

Mas a irresponsabilidade do governo, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), chegou ao nível máximo.

Simplesmente não há um ortopedista de plantão na unidade.

O serviço de ortopedia é um dos mais procurados na principal unidade de pronto-socorro da capital acreana.

O Portal do Rosas teve acesso à escala.

Inexiste profissional suficiente para fazer atendimento. A escala só é fechada com o pagamento de extra.

Os que existem cobram a promessa de um pagamento extra de R$ 2 mil, que não foi honrada pelo governo estadual.

Em flagrante ilegalidade, a diretora de Assistência do Huerb, médica Fabíola Helena Souza, encaminhou expediente à Sesacre pedindo que seja revisto o valor dos plantões extras dos ortopedistas.

A ideia é resolver um problema, mas incorre na ilegalidade porque essa alteração só pode ser feita por meio de mudança na legislação.

A mudança sem amparo legal pode ser caracterizada como improbidade administrativa.

Essa falta de ortopedista é mais uma das várias omissões da atual administração estadual com a saúde pública.

Apesar dos vários casos, porém, não se vê uma posição firme do Ministério Público Estadual para cobrar da administração estadual mais compromisso com a sociedade.

Se nada for feito, pode ser caracterizado o crime de prevaricação, pois mortes ocorrerão.

A previsão é que falte ortopedista durante todo o fim de semana.

Talvez essa denúncia leve a Sesacre a tomar providências.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami